completamente enganada

Fabrício Corsaletti, no ótimo recém-lançado “Esquimó”: você me olha como se eu fosse um coveiro do século XIX se eu pudesse provar que sou um coveiro do século XIX você acreditaria que sou um poeta não passa pela sua cabeça … Continuar lendo

o futuro é o que sempre foi

Foi o dramaturgo Eugene O’Neill quem disse que “não existe presente ou futuro, apenas o passado, acontecendo de novo e de novo, agora”. A frase e seu autor dariam uma excelente epígrafe para o livro “Futuros Imaginários”, de Richard Barbrook, … Continuar lendo